19 de novembro de 2015

“Fora Cunha” e luta contra o racismo e o machismo são temas de ato em São José neste sábado

19/11/2015 - O Fórum de Lutas do Vale do Paraíba, que reúne sindicatos de várias categorias e movimentos sociais da região, realiza neste sábado, dia 21, um ato para marcar duas importantes datas neste mês: o Dia da Consciência Negra e o Dia Internacional de Luta contra a Violência à Mulher.

A palavra de ordem “Fora Cunha”, que tem sido tema de várias manifestações pelo país estará no centro das bandeiras da manifestação, que será realizada na Praça Afonso Pena, às 10 horas.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) é o autor do projeto 5069/13 que prevê medidas que dificultam o atendimento às mulheres vítimas de estupro. Na prática, a proposta visa proibir o aborto em casos de violência sexual, com hoje permite a legislação, e a distribuição da pílula do dia seguinte.

É um dos maiores ataques aos direitos das mulheres nos últimos anos e por isso a reação de repúdio tem sido muito grande, com milhares de mulheres indo às ruas nas últimas semanas, pedindo a saída de Cunha e o arquivamento do PL.

“Neste mês da Consciência Negra, vamos às ruas dizer não ao racismo e ao machismo e no centro de nossas bandeiras está o arquivamento deste projeto de lei que é um gravíssimo ataque aos direitos das mulheres, principalmente das mulheres negras que sofrem na sociedade uma dupla opressão, o machismo e o racismo”, afirma Janaína dos Reis, do Movimento Mulheres em Luta.

“Cunha está atolado em denúncias de corrupção e sua postura machista e homofóbica é notória. Não vamos aceitar este ataque reacionário. Neste sábado, vamos às ruas contra o racismo, o machismo, a violência contra as mulheres e o “Fora Cunha” será nossa principal palavra de ordem”, disse.

No combate ao racismo, o ato também vai dizer não à redução da maioridade penal e violência policial e mortes que governos e a PM praticam, principalmente nas periferias contra a população pobre e negra.

“Queremos construir uma grande manifestação com a participação de várias categorias de trabalhadores e com a população. Vamos às ruas dizer Fora Cunha, mas também basta de Dilma, Temer, Renan e Aécio Neves, pois todos eles estão unidos para jogar a crise sobre as costas do povo, e é a população mais pobre e negra que sofre os piores efeitos”, afirma Toninho Ferreira, presidente do PSTU e suplente de deputado federal.

Participarão da manifestação trabalhadores de várias categorias, como metalúrgicos, alimentação, petroleiros, Correios, servidores municipais, condutores, químicos, aposentados, professores, entre outros. O PSTU também estará presente com sua militância.