24 de março de 2017

Deputado Eduardo Cury (PSDB) é alvo de protesto por ter votado a favor da terceirização

24/3/2017 - O deputado Eduardo Cury (PSDB) deu voto favorável ao projeto de lei que permite a terceirização irrestrita no país, mas o ataque aos direitos dos trabalhadores não demorou a ter resposta. No final da tarde desta quinta-feira, dia 23, cerca de 200 manifestantes realizaram um protesto em frente ao condomínio onde mora o deputado em São José dos Campos.

O ato foi organizado pelo Fórum de Lutas Vale do Paraíba, formado por sindicatos e movimentos sociais. Estiveram presentes representantes dos sindicatos dos Metalúrgicos, Químicos, Construção Civil, Condutores, Vidreiros, Farmacêuticos, trabalhadores dos Correios, Admap (Associação dos Aposentados e Pensionistas do Vale do Paraíba), moradores da ocupação Dirceu Travesso e PSTU.

Antes de se concentrarem em frente ao condomínio Bosque Imperial, os manifestantes realizaram uma passeata ao longo da Avenida São João, no Jardim Aquarius, que parou o trânsito na região e chamou a atenção de quem passou pelo local.

Por cerca de duas horas, os manifestantes falaram no carro de som, denunciando o quanto prejudicial é o projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados e criticaram Eduardo Cury, que foi o único deputado da região a votar a favor da precarização das condições de trabalho.

Faixas traziam frases como “Cury, carrasco do trabalhador”, “Terceirização é precarização”, “Mais terceirização é igual mais miséria”, “Fora Cury, Fora Temer, Fora Todos Eles”.

O presidente do PSTU, Toninho Ferreira, lembrou que não é a primeira vez que Cury vota e toma medidas contra os trabalhadores e o povo pobre.

“Cury foi o prefeito que despejou as famílias do Pinheirinho. Foi sócio da Delbras, empresa que deu calote nos funcionários, e quando foi prefeito recebeu um reajuste ilegal no salário, que recentemente foi condenado a devolver aos cofres públicos, a partir de uma ação do PSTU”, disse.

“Este senhor, que não sabe o que é bater cartão, porque nunca trabalhou, não tem o direito de piorar as condições de vida dos trabalhadores. Sem contar que ele defende a reforma da Previdência. É um inimigo dos trabalhadores”, afirmou.

O deputado tucano também tem sido alvo de uma enxurrada de críticas até mesmo na sua página no Facebook.

“Cury teve a cara de pau de divulgar uma nota em resposta ao protesto, afirmando que a manifestação foi um desrespeito à sua família. Ora, desrespeito foi o que ele fez contra milhões de trabalhadores brasileiros ao ajudar a aprovar essa lei, que se não for vetada ou derrubada, fará as condições de trabalho piorarem como nunca antes visto no país. Esse traidor merece todo o repúdio”, disse Toninho.

Atos como esse realizado contra o deputado do PSDB em São José dos Campos precisam ser repetidos por todo o país. Só a mobilização dos trabalhadores poderá barrar os ataques que Temer e esse Congresso de picaretas estão fazendo. As centrais sindicais programam uma Greve Geral para o mês de abril e este é o caminho para derrotar a terceirização, bem como as reformas da Previdência e Trabalhista.

Fora Cury! Fora Temer! Fora Todos Eles!
Não às Reformas da Previdência e Trabalhista! Contra a lei da terceirização!
Eleições gerais, com novas regras já!
Por um governo dos trabalhadores baseado em Conselhos Populares!