2 de outubro de 2014

Fala Toninho: Mais 23 metroviários são readmitidos! Vitória dos trabalhadores!

1/10/2014 - Ontem foi concedida mais uma liminar que reintegra 23 metroviários que foram injustamente demitidos pelo governo Alckmin durante a poderosa greve desta categoria.

Nossa candidatura tem o orgulho de dizer que se sente parte dessa luta e dessa batalha. A ação do governo do PSDB sobre os metroviários foi uma tentativa de intimidar o movimento de greve e fazer recuar uma luta que ia além da questão salarial.

A greve dos metroviários denunciou o caos no transporte público da capital do nosso estado e a corrupção exercida pelo PSDB no esquema de cartel, envolvendo o governo e empresas como a Alston, Siemens, CAF e Bombardier.

Foi essa luta que Alckmin tentou frear. Mas como diziam os próprios metroviários nas lindas assembleias que acompanhei, "não teve arrego".

Depois das covardes demissões, vimos um grande apoio desta categoria para com seus demitidos e o apoio do conjunto dos movimentos sociais no Brasil e no mundo.

Logo depois que o Sindicato entrou com a ação, doze conseguiram reintegração. Agora, faltam 7 trabalhadores. Não vamos parar essa luta. Vou colocar o meu mandato também a serviço dessas readmissões e das readmissões de 2007, através de um projeto de lei de anistia aos metroviários.

A luta segue, continua agora mais forte. A greve é um direito e vamos batalhar pela preservação desse direito, com a força das ruas e greves no Congresso Nacional.

Também segue a luta para suspensão de todos os inquéritos contra os metroviários, pois são mais uma prova da tentativa dos governos tentarem transformar bravos lutadores em criminosos.

Éramos 42, agora, sem arrego, somos 7. Ninguém fica pra trás!