6 de setembro de 2013

Protestos devem marcar 7 de setembro em São José e região


06/09/2013 - Trabalhadores e trabalhadoras de várias categorias, estudantes e aposentados programam para este sábado, 7 de setembro, protestos nas cidades do Vale do Paraíba, como São José dos Campos, Jacareí e Taubaté.

O PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado) participará dos atos.

Denunciaremos que o Brasil, apesar da comemoração oficial dos 191 anos da independência, segue sendo um país dependente e explorado pelos países imperialistas.

Vamos protestar contra os leilões das reservas de petróleo, a privatização crescente da Petrobras, a desnacionalização de empresas, a remessa de lucros de multinacionais ao exterior, a sangria com o pagamento das Dívidas Externa e Interna e a política econômica do governo Dilma, que só favorece empresários e banqueiros.

Além de reivindicações em defesa da soberania do país, lutas específicas de cada cidade também darão o tom dos protestos.

Em São José dos Campos, o valor da passagem de ônibus e o debate sobre o passe livre farão parte das bandeiras de estudantes e trabalhadores na manifestação. Sindicatos de várias categorias, CSP-Conlutas, MML (Movimento Mulheres em Luta) e o PSTU se concentrarão em frente ao Banco do Brasil, na Avenida Nelson D´Ávila, a partir das 9h. Estudantes da Anel (Associação Nacional dos Estudantes Livre) e do MPL (Movimento Passe Livre) e MML (Movimento Mulheres em Luta) se concentrarão na Praça Kennedy.

Em Taubaté, o eixo da luta é pela saída imediata de Ortiz Júnior e Edson Oliveira, prefeito e vice-prefeito que estão com os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral, mas seguem governando a cidade, em meio a vários escândalos de corrupção. A palavra de ordem será Fora Ortiz, Fora Edson.

Em Jacareí, o protesto contra o valor da passagem de ônibus e o caos na saúde marcarão a manifestação do 7 de setembro na cidade.

"Este ano, na onda dos protestos que tomou conta do Brasil desde junho, a população deve tomar novamente as ruas para expressar sua indignação com a corrupção, a perda da soberania e entrega das riquezas do país. Vamos fazer mais um dia de luta, reunindo trabalhadores, estudantes, aposentados e todos os que estão dispostos a lutar", afirmou Renato Bento Luiz, o Renatão, dirigente da CSP-Conlutas do Vale do Paraíba e militante do PSTU.