6 de outubro de 2014

Segundo mais votado da Frente de Esquerda, Toninho fica com 1ª suplência de deputado federal

6/10/2014 - Com uma votação de quase 23 mil votos, o candidato a deputado federal e presidente do PSTU de São José dos Campos, Toninho Ferreira, foi o segundo mais votado da coligação Frente de Esquerda no estado de São Paulo. Com essa votação, Toninho é o 1° suplente de Ivan Valente (PSOL), reeleito para o Congresso.

Além dos 22. 854 votos em Toninho, o PSTU atingiu outros 9.086 votos de legenda. A Frente de Esquerda, que uniu o PSTU e PSOL, totalizou 462.992 votos.

Os votos nos candidatos do PSTU de São José e Jacareí a deputado estadual (João Batista Arruda, Herbert Claros, Mancha, Raquel de Paula e Renatão) totalizaram outros cerca de 7.000 votos.
O PSTU comemorou o resultado eleitoral e considera uma importante vitória política o processo eleitoral deste ano.

Faltaram apenas 0,3%, para a Frente de Esquerda eleger dois deputados, o que garantiria a eleição de Toninho para federal. Mas ser o segundo mais votado da coligação em todo o estado é um ótimo resultado e mostra que Toninho é forte liderança política”, avalia
Ernesto Gradella, da direção do diretório de São José.

Mais do que o número de votos, o resultado político é ainda mais expressivo. Fizemos uma campanha brilhante, com muita simpatia entre os trabalhadores e a juventude. Muita recepção nos bairros e nos locais de trabalho. Mostramos que é possível e necessário construir candidaturas socialistas, independentes dos ricaços, banqueiros, empreiteiros e dos senhores do agronegócio, construída com o esforço dos militantes e de muitos apoiadores”, afirmou também Gradella.

 “Agradecemos a todos que de uma forma ou de outra contribuíram com esta campanha. A unidade alcançada em torno da minha candidatura em todo o estado foi um marco histórico. Um grande apoio nas ruas, nas fábricas, junto a intelectuais de esquerda. A campanha foi vibrante. Valeu a pena. A luta continua. Agora mais forte ainda, ao lado da classe trabalhadora e em defesa da população pobre. Vamos fazer da suplência um mandato popular e vamos fazer jus a ele”, concluiu Toninho.


Uma grande campanha junto aos operários
Uma grande campanha junto à juventude