14 de abril de 2016

Neste sábado, ato em São José exigirá “Fora todos, eleições gerais”

14/4/2016 - Às vésperas da votação do impeachment da presidente Dilma, neste sábado, dia 16, o PSTU, juntamente com a CSP-Conlutas e sindicatos de trabalhadores da região, realiza em São José dos Campos o ato “Fora Todos, Eleições Gerais já”.

A manifestação será realizada às 10 horas, na Praça do Sapo, no centro da cidade, próximo ao calçadão comercial, local de grande movimento popular.

Vamos às ruas dizer à população que o impeachment de Dilma não basta, pois colocar no lugar Temer, Cunha ou Renan Calheiros, do PMDB, é trocar “seis por meia dúzia”, já que todos eles estão afundados na corrupção e na prática defendem a mesma política econômica que joga a crise sobre os trabalhadores.

“Depois de domingo, a situação para os trabalhadores continuará grave, pois os ataques do governo e dos patrões à classe trabalhadora vão continuar, saindo ou ficando a Dilma. PT, PMDB, PSDB e esse Congresso de corruptos não estão preocupados com as questões que penalizam nossa classe, como o desemprego, a inflação, a violência nas periferias", afirma Toninho Ferreira, presidente do PSTU de São José dos Campos e suplente de deputado federal.

"Por isso, temos de aumentar a mobilização para por todos eles para fora e avançar na construção de uma forte greve geral para exigir eleições gerais antecipadas com novas regras e construir uma nova alternativa dos trabalhadores para este país”, disse.

O PSTU defende eleições gerais já, para todos os cargos, sob novas regras, onde envolvidos em casos de corrupção não possam participar, haja tempo igualitário de TV entre todos os partidos, sem qualquer tipo de financiamento privado, além de mandatos revogáveis e fim dos privilégios e altos salários.

Contudo, para nós, somente a classe trabalhadora, nas ruas e nas lutas, pode construir uma nova alternativa para o país.  O Brasil precisa de um Governo Socialista dos Trabalhadores. Um governo que são seja atrelado aos patrões e corruptos e que seja baseado em Conselhos Populares, onde os trabalhadores, nas fábricas e nos bairros, de forma democrática,decidam os rumos do país.

O ato neste sábado também é convocado por entidades como o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região, Sindicato dos Químicos, dos trabalhadores dos Correios, aposentados, entre outros. Faixas, cartazes e os famosos bonecões de Dilma, Aécio e Temer farão parte da manifestação.