10 de março de 2014

Avançar e fortalecer as lutas no país é objetivo de encontro nacional no próximo dia 22

10/3/2014 - No próximo sábado, dia 22, acontecerá o Encontro Nacional do Espaço Unidade de Ação, que reunirá diversas entidades dos movimentos social, sindical, popular e estudantil do país. O objetivo é construir uma ampla unidade para fortalecer todas as lutas que estão em curso no Brasil e avançar as mobilizações.

O encontro acontecerá às 9h, na Quadra da Escola de Samba Mancha Verde, à Rua Nicolas Boer, 550, Barra Funda, em São Paulo.

Desde o ano passado, o Brasil mudou. Das gigantescas manifestações que tomaram as ruas no mês de junho até hoje estamos vendo greves, lutas específicas e mobilizações que continuam ocorrendo pelo país. Greves como a dos garis do Rio de Janeiro, dos trabalhadores do Comperj, as lutas por moradia e ocupações em várias cidades são apenas alguns exemplos do processo de lutas em curso.

O fato é que os governos não atenderam as principais reivindicações que a população levou para as ruas. Ao contrário, respondeu com repressão e criminalização dos lutadores, aplicando medidas da época da ditadura. É preciso resistir e lutar contra esses ataques e fortalecer as lutas por direitos e pelo atendimento das reivindicações dos trabalhadores e da população.

Queremos organizar a luta na Copa, para denunciar e resistir contra as injustiças que esse megaevento está causando no país. Precisamos exigir mais saúde, educação, moradia e transporte públicos com qualidade e também combater o processo de criminalização dos movimentos sociais que os governos estão promovendo”, explicou Luiz Carlos Prates, o Mancha, da Executiva Nacional da CSP-Conlutas, uma das entidades que convocam o encontro.

Vamos fortalecer a solidariedade e apoio a todas as lutas em curso e buscar a unificação de calendários e bandeiras para uma grande jornada de mobilizações em junho e julho, durante a Copa do Mundo”, disse Mancha.

Sindicatos, movimentos popular e estudantil e ativistas de São José dos Campos e região irão a São Paulo para a atividade.

Convocam o encontro: CSP-Conlutas,  A CUT Pode Mais (RS), Feraesp, Setor Majoritário da Condsef, Fenasps, Andes-SN, Sinasefe, FNTIG, FNP, Conafer, Cobap, Asfoc, Sindicato dos Metroviários de São Paulo, CPERS, Simpe (RS), APCEF (RS), Sindserf (RS), Sindjus (RS), Sindicato dos Aeroviários (RS), Anel, MTL, Luta Popular, Quilombo Raça e Classe, Movimento Mulheres em Luta, Coletivo Construção, Juntos.

As entidades defendem:

Chega de dinheiro para a Copa, FIFA e para as grandes empresas! Recursos públicos para a saúde e educação! 10% do PIB para a educação pública já! 10% do orçamento federal para a saúde pública já!

Chega de dinheiro para os bancos! Suspensão imediata do pagamento das dívidas externa e interna! Dinheiro para a moradia popular e para o transporte coletivo! Tarifa zero já! Transporte e moradia são direitos de todos!

Chega de arrocho salarial e desrespeito aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras! Fim do fator previdenciário! Aumento das aposentadorias! Anulação da reforma da previdência de 2003 e do Funpresp!

Respeito aos direitos dos trabalhadores assalariados do campo e agricultores familiares! Reforma agrária e prioridade para a produção de alimentos para o povo!

Chega de privatizações! Reestatização das empresas privatizadas! Petróleo e Petrobras 100% estatal! Estatização dos transportes!

Basta de machismo, racismo e homofobia!

Basta de violência, repressão e criminalização das lutas sociais! Desmilitarização da PM! Arquivamento de todos os inquéritos e processo contra movimentos sociais e ativistas! Liberdade imediata para todos os presos! Revogação das leis que criminalizam a luta dos trabalhadores e da juventude! Ditadura nunca mais!