6 de fevereiro de 2017

Guarda municipal será levado a júri popular por tentativa de homicídio no Pinheirinho

6/2/2017 - Será levado a júri popular o membro da Guarda Municipal de São José dos Campos acusado de balear pelas costas David Washington Castor Furtado, ex-morador do Pinheirinho, durante a violenta desocupação ocorrida em 22 de janeiro de 2012.

A decisão foi pronunciada no dia 13 de dezembro de 2016, após a Justiça considerar o fato como tentativa de homicídio. As provas obtidas confirmaram que a bala foi disparada pela arma do agente de segurança, que teria agido com a intenção de matar. Na época, testemunhas também reconheceram o servidor público como o responsável pelos disparos.

Ainda não há data prevista para o julgamento. Como o processo corre em sigilo, o nome do réu não pode ser divulgado.

Entenda o caso
Por entender que trata-se de um grave ataque aos movimentos sociais e ao direito à luta por moradia, o Ministério Público (MP) denunciou o caso. Na ação levada à Justiça, o advogado criminal do Sindicato José Denis Lantyer Marques atuou como assistente de acusação e defendeu o julgamento popular do guarda municipal.

Em primeira instância, a juíza responsável pelo caso negou o pedido do MP, emitindo uma sentença que considerava como não certa a autoria do crime e o réu livre da intenção de matar.

Embora o MP não tenha recorrido, o Departamento Jurídico Criminal do Sindicato ingressou com recurso. O tribunal então suspendeu o julgamento inicial, votando pelo acolhimento do recurso em segundo julgamento.

Devido ao tiro recebido, David, que hoje tem 35 anos, ainda tem dificuldade de andar.

fonte: www.sindmetalsjc.org.br