15 de fevereiro de 2017

Contra a Reforma da Previdência, centrais sindicais convocam dia nacional de lutas e paralisações no dia 15 de março

15/2/2017 - A data inicialmente definida pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação) como um dia de greve nacional da categoria foi assumida por todas as centrais sindicais brasileiras e o dia 15 de março já está sendo convocando como um Dia de Lutas e Paralisações contra a Reforma da Previdência em todo o país.

A CSP-Conlutas, que tem estado à frente do chamado à construção de uma Greve Geral para derrotar as reformas e o governo Temer (PMDB), estará à frente da construção de um forte dia de mobilizações em todas as suas bases.

O dirigente da Executiva Nacional da central, Luiz Carlos Prates, o Mancha, gravou um vídeo sobre a importância da definição desta data e destacou que é preciso arregaçar as mangas desde já para construir nas categorias de trabalhadores de todo o país as mobilizações no dia 15.

"A CSP-Conlutas defende que é necessário fazer assembleias nos locais de trabalho, fazer um amplo movimento na base, pressionar os parlamentares nos estados, formar comitês unitários contra a reforma da Previdência e fazer uma ampla mobilização. Queremos que todas as centrais sindicais parem suas bases nesse dia, pois apenas uma paralisação geral, uma Greve Geral, será capaz de derrotar essa reforma da Previdência", disse Mancha.

Confira:


video