18 de abril de 2016

Em São José, manifestantes fazem ato pelo “Fora Todos” e ganham apoio da população

18/4/2016 - Com faixas, bandeiras e bonecões de Dilma, Temer e Aécio, manifestantes tomaram as ruas de São José dos Campos neste sábado, dia 16, para exigir “Fora Todos, Eleições Gerais já”. Um dia antes da votação do impeachment na Câmara, o ato denunciou não só a presidente Dilma (PT), mas também Michel Temer, Eduardo Cunha, Renan Calheiros (PDMB), Aécio Neves (PSDB), Lula e o Congresso Nacional.

A manifestação, que reuniu cerca de 200 pessoas, foi convocada pelo PSTU e pelos Sindicatos dos Metalúrgicos, dos Químicos, da Alimentação, dos Trabalhadores dos Correios, Admap e LST/PSOL.

O ato teve início na Praça João Mendes, conhecida como a Praça do Sapo, às 10h, e por volta das 11h saiu em passeata pelo calçadão comercial, encerrando ao 12h, na Praça Padre João, próximo à rodoviária velha.

Ao longo do trajeto, dirigentes sindicais e ativistas de movimentos sociais falavam ao microfone sobre a grave crise política e econômica no país que penaliza principalmente a classe trabalhadora. Denunciavam ainda que o impeachment não é a solução, uma vez que trocar Dilma por Temer, é trocar seis por meia dúzia. Várias pessoas fotografavam os bonecões de quatro metros de Dilma, Temer e Aécio e manifestavam concordância com a necessidade de colocar todos para fora do poder.

“Amanhã vai ter impeachment, mas nossa luta não termina. O vice Michel Temer faz parte da mesma quadrilha que assalta os cofres públicos, assim como Aécio também. O dinheiro que está nas contas do PT, do PSDB, PMDB e dos outros partidos da oposição de direita é o dinheiro que falta nas escolas, nos hospitais. O dinheiro que está faltando na merenda escolar está sobrando no bolso de Geraldo Alckmin. Queremos todos eles fora”, disse o presidente do PSTU de São José e suplente de deputado federal Toninho Ferreira.

Veja vídeo do protesto:





Confira algumas fotos da manifestação: