19 de janeiro de 2016

Solidariedade: Toninho participa de ato na Ocupação Soma, em Sumaré/SP

19/1/2016 - No último sábado, dia 16, a Vila Soma, em Sumaré/SP, foi palco de um grande ato de solidariedade. Na quadra da ocupação, além de milhares de moradores, estiveram presentes diversos apoiadores. Toninho Ferreira, presidente do PSTU de São José dos Campos e suplente de deputado federal, esteve presente.

Foi um ato para demonstrar a solidariedade à luta desses moradores que há quase quatro anos lutam pelo direito à terra e à moradia, mas também uma grande comemoração. Após iniciar a semana passada sob o medo de uma iminente desocupação, a Vila Soma garantiu uma importante vitória com a suspensão da liminar que determinava a reintegração de posse.

“Foi um ato muito emocionante. Estivemos presentes para cumprimentar as famílias e levar todo nosso apoio e solidariedade. É interessante as semelhanças que guardam essa ocupação com a luta do Pinheirinho. Aliás, eles mesmos dizem que se inspiram na histórica resistência do Pinheirinho para sua organização e mobilização”, relata Toninho.

Advogado e liderança do Pinheirinho, Toninho parabenizou a resistência das famílias e falou da luta ocorrida em São José. “É uma ocupação consolidada, com várias casas de alvenaria, muitas mulheres e crianças, a mesma heróica resistência e mobilização pelo direito à moradia. Levamos nosso testemunho do que foram os oito anos de luta no Pinheirinho e também da covardia que foi a desocupação que coincidentemente completará quatro anos na próxima sexta, dia 22. Mas também da luta que não parou ali naquela desocupação, da conquista de novas casas”, disse Toninho.

Ato realizado na ocupação no último sábado, dia 16

Ato realizado na ocupação no último sábado, dia 16


A exemplo do Pinheirinho, moradores da Vila Soma criam
"exército" para defender moradias

“Ocupar e resistir bradaram os bravos guerreiros e guerreiras da Vila Soma. E, de fato, essa é a palavra de ordem neste país em que há tanta desigualdade, especulação e exploração. Enquanto houver tantas pessoas sem moradia digna a luta continua”, afirma Toninho.

Participaram do ato deste sábado, lideranças de movimentos sociais, como Guilherme Boulos, do MTST, trabalhadores da Fábrica Ocupada Flaskô, Eduardo Valdoski, da Secretaria Geral da Presidência, defensores públicos do Estado de São Paulo, partidos políticos, sindicatos, entidades populares, movimentos estudantis, coletivos, vereadores, entre outros representantes da classe trabalhadora.

Debate “Pinheirinho quatro anos depois”
Na próxima sexta-feira, dia 22, o Sindicato dos Metalurgicos de São José dos Campos promove o debate “Pinheirinho quatro anos depois”. O evento vai marcar os quatro anos da desocupação, mas também vai discutir os efeitos da crise econômica na habitação popular e qual modelo de cidade pode atender os interesses dos trabalhadores e do povo pobre.

Os debatedores serão o renomado arquiteto urbanista e professor da FGV Kazuo Nakano e a militante do movimento Luta Popular Helena Silvestre. Toninho será o coordenador da atividade.
Representantes da Vila Soma, assim como de outras ocupações, deverão estar presentes.