2 de setembro de 2015

Quinta, dia 3: todos e todas ao debate “Resgatar o espírito de Stonewall e lutar pela criminalização da LGBTfobia”

2/9/2015 - Enquanto você lê esse artigo, em algum lugar do país uma lésbica, bissexual, gay, travesti ou transsexual está sendo vítima de algum tipo de violência e preconceito. Essa é a nossa terrível realidade, pois o Brasil é o país campeão em LGBTfobia. No país, uma LGBT é assassinada a cada 27 horas e, de acordo com o Grupo Gay da Bahia, que pesquisa os números de violência, esse número só aumenta.

Ao mesmo tempo, quando olhamos para o cenário político, vemos que nossos direitos estão sendo rifados em troca dos interesses dos setores mais fundamentalistas e reacionários de nossa sociedade. Quem não se recorda da entrega da Comissão de Direitos Humanos e Minorias para o pastor Marcos Feliciano, o propagador do bizarro projeto de "cura gay"?

No final do ano passado, durante sua campanha eleitoral, a Presidenta Dilma e o PT utilizaram como manobra eleitoral a promessa de criminalizar a LGBTfobia. Balela! Nem um passo foi dado nesse sentido e logo no começo do mandato, o PLC 122, que propõe a criminalização da LGBTfobia, foi arquivado, fazendo com que a situação de violência siga na impunidade, jogando nas costas das LGBT's o descaso do governo.

Debate no Sindicato discute luta contra LGBTfobia
É por esse motivo, chamamos todas e todos a participarem, nesta quinta-feira, dia 3, de setembro, às 18h30, do debate "Resgatar o espírito de Stonewall e lutar pela criminalização da LGBTfobia", no Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. 

Vamos debater a luta pela criminalização da LGBTfobia e várias outras pautas, como a necessidade de desmilitarização da PM, o reconhecimento das identidades Trans e a despatologização da transsexualidade, a aprovação da lei João Nery, o fim do machismo e da lesbofobia e pela aplicação e ampliação da lei Maria da Penha, que

O debate contará com a participação de Jéssica Milaré, militante do PSTU e da ANEL (Assembleia Nacional de Estudantes - Livre) e escritora do blog “Uma Travesti Marxista”, Alessandra Lima, militante do PSTU e do Movimento Quilombo Raça e Classe e Danilo Zanelato, também militante do PSTU e da ANEL Vale do Paraíba.

Nós, da Juventude do PSTU, entendemos que é imprescindível lutar contra qualquer tipo de opressão e exploração para que possamos construir uma sociedade onde todos e todas possam existir plenamente, por isso saudamos a iniciativa dos jovens e estudantes da ANEL e do Coletivo UHRA (A Utopia de Hoje é a Realidade de Amanhã) pela realização desse importante debate!

Compareça!

Por Jéssica Marques, militante do PSTU e da Anel, em São José dos Campos