24 de julho de 2015

Greve nacional de 24 horas afeta a Petrobras. Abaixo os planos de privatização de Dilma (PT) e Serra (PSDB)!

24/7/2015 - Neste dia 24 de julho, petroleiros de todo o país estão realizando paralisações de 24 horas contra a venda de ativos anunciada pela direção da Petrobras, em defesa dos direitos dos trabalhadores efetivos e terceirizados e por uma Petrobras 100% pública e estatal.

Trabalhadores do Vale do Paraíba, Santos e litoral paulista, Rio de Janeiro, Alagoas, Sergipe, entre outras regiões do país, começaram a madrugada desta sexta-feira com cortes de rendição, atingindo unidades administrativas e operacionais da empresa.

A mobilização é de fundamental importância e deve ser o primeiro passo de uma grande luta para derrotar os planos de privatização que hoje ameaçam a empresa.

Diante da crise econômica que atinge o país e dos escândalos na Petrobras, o governo Dilma quer que os trabalhadores paguem a conta, com o aumento do custo de vida, o avanço da terceirização, privatizações, demissões, redução de salários e o ataque a direitos como a aposentadoria.

Só a mobilização pode derrotar os planos do governo Dilma(PT), Bendine e de Serra (PSDB).

O PSTU está junto na construção destas iniciativas e na luta por uma Petrobrás 100% estatal, pública e sob o controle dos trabalhadores.

O PSTU de São José dos Campos produziu um panfleto dirigido aos petroleiros.

Leia:

http://issuu.com/73220/docs/boletim_greve_petrobras_24_julho_is