25 de julho de 2014

Ato em São Paulo marca lançamento das candidaturas da Frente de Esquerda


25/7/2014 - Mais de 500 pessoas compareceram à sede do Sinpeem na noite desta quinta-feira, dia 24, para prestigiar o ato de lançamento das candidaturas da Frente de Esquerda, em São Paulo. Os presidenciáveis Zé Maria de Almeida (PSTU) e Luciana Genro (PSOL) marcaram presença, além dos candidatos pela Frente ao governo do estado, Gilberto Maringoni (PSOL), ao Senado, Ana Luiza Figueiredo, e ao Congresso Nacional, Toninho Ferreira, ambos do PSTU.

Em sua fala, Zé Maria defendeu uma alternativa de esquerda e socialista às candidaturas de Dilma (PT), Aécio (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Para o representante do PSTU, essa alternativa não deve apenas defender a radicalização da democracia, mas acima de tudo, deve ter um programa anticapitalista, na defesa dos interesses dos trabalhadores.

O candidato ao Congresso, Toninho saudou o ato e destacou a necessidade de lutarmos contra a criminalização dos movimentos sociais e a prisão de ativistas. “Com essa onda de repressão, o governo tenta barrar as greves e lutas que estão por vir, como fez Alckmin com a greve dos metroviários. Mas não vão nos calar”, ressaltou Toninho.

Também presente no ato, o Presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Altino Prazes, lembrou a corajosa greve da categoria, que enfrentou a truculência do governo Alckmin, e ressaltou que as candidaturas da Frente de Esquerda são a chance dos trabalhadores terem suas lutas representadas na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Para Ana Luiza, a Frente de Esquerda em São Paulo é uma alternativa tanto aos 20 anos de governo do PSDB, como também ao PT e PMDB.

Gilberto Maringoni ressaltou que Padilha (PT) e Skaf (PDMB) não representam as mudanças que a população demonstrou querer com as manifestações de junho. O candidato ao governo também defendeu a proposta de “desprivatização” do patrimônio público privatizado nas gestões tucanas.