17 de julho de 2014

16 de julho: candidatos do PSTU vão às fábricas apresentar propostas aos trabalhadores


17/7/2014 - O 16 de julho ficou marcado em várias cidades do país como Dia Nacional de Campanha das Candidaturas do PSTU. No Vale do Paraíba, nossos candidatos foram às fábricas e às ruas apresentar aos trabalhadores e trabalhadoras uma alternativa de luta nessas eleições.

Em São José dos Campos, no período da manhã, os candidatos a deputado estadual Mancha (16001), Herbert (16099) e Raquel (16107) e o candidato a deputado federal Toninho Ferreira (1616) fizeram corpo a corpo com metalúrgicos da Hitachi, Embraer e Sun Tech. Já conhecidos entre a categoria metalúrgica, eles distribuíram material de campanha e apresentaram propostas aos trabalhadores.

Também teve campanha em Caçapava. Renatão (16161) fez campanha junto aos metalúrgicos da MWL. No período da tarde, Raquel também esteve na cidade, falando às trabalhadoras da Blue Tech sobre o problema da violência contra a mulher e da necessidade de mais iniciativas protetivas por parte dos governos.


Em Jacareí, o companheiro Arruda fez campanha junto com a militância na Schrader. Houve ainda agitação na Volkswagen, em Taubaté, com a presença de Mancha e Renatão.

Contra a criminalização dos que lutam
Ainda no período da manhã, Toninho Ferreira participou de uma manifestação organizada por entidades sindicais contra a criminalização das lutas e dos movimentos sociais. Cerca de 170 trabalhadores e representantes sindicais saíram da sede do Sindicato dos Condutores de São José dos Campos e Região e percorreram as ruas do centro até a Praça Afonso Pena, onde realizaram um ato com carro de som e distribuição de materiais à população.


O objetivo foi denunciar a violência dos governos e dos patrões contra os trabalhadores e a população, que lutam por salários, direitos e mais investimentos nos serviços púbicos.

O ato denunciou os ataques dos governos e patrões aos lutadores em todo o país. Centenas de pessoas já foram presas desde o início das grandes manifestações, no ano passado. Em São José, o diretor do Sindicato dos Condutores, Natanael Silva, chegou a ser preso após uma mobilização da categoria por melhores salários, que realizou uma operação tartaruga no dia 7 de julho.

Em São José dos Campos, o diretor do Sindicato dos Condutores, Natanael Silva, foi preso no início do mês enquanto organizava uma operação tartaruga como parte das mobilizações da categoria por melhores salários.

“Essa onda de repressão contra os que exigem melhores condições de vida não vai nos calar. As candidaturas do PSTU estão a serviço de impulsionar as lutas em defesa dos trabalhadores, da juventude e do povo pobre. Por isso, nossa campanha é feita assim, nas portas das fábricas e nas mobilizações”, afirma Toninho Ferreira.