29 de novembro de 2013

Transporte público em São José enfrenta vacilações do governo Carlinhos (PT) e continua de má qualidade

29/11/2013 - Esta semana, o prefeito Carlinhos de Almeida (PT) anunciou o abandono do projeto de implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), o sistema de transporte anunciado desde o início do governo e propagandeado como uma das principais soluções para o setor em São José dos Campos.

A decisão ocorre após várias idas e vindas do governo petista. A proposta foi questionada desde o início por vários especialistas, que consideravam o sistema inadequado para uma cidade como São José. No entanto, no final de outubro, a Prefeitura chegou a realizar uma audiência para debater o projeto, em que reafirmou a adoção desse sistema.

A Secretaria Municipal de Transportes chegou, inclusive, a comparar o VLT com outros modelos como o BRT (Ônibus de Transito Rápido), reforçando as desvantagens dos outros sistemas. Contudo, essa semana, após desistir do VLT, a Prefeitura passou a defender o BRT, como a solução para o transporte.

Vacilações
O governo Carlinhos iniciou o mandato com o discurso de que revolucionaria o transporte público em São José dos Campos, garantindo um serviço de qualidade à população. A cereja do bolo seria a implantação do VLT. Agora, após nove meses de muita propaganda, a medida simplesmente naufragou.

O fato é que o governo petista na área do transporte público tem sido marcado por medidas prejudiciais à população e falta de planejamento, como agora com o projeto do VLT.

A gestão teve início com o reajuste escandaloso de 17,86% no preço das passagens de ônibus, que aumentou de R$ 2,80 para R$ 3,30, causando indignação na população. Apenas após vários protestos e milhares de pessoas nas ruas, a Prefeitura voltou atrás por duas vezes, mas ainda assim manteve a tarifa em R$ 3, por que não se dispôs a enfrentar a ganância dos empresários do transporte.

Ao longo do ano também foram feitas várias mudanças nas linhas e horários de ônibus nos bairros, que pioraram o atendimento à população e também geraram protestos.

Carlinhos precisa parar de governar pensando nos interesses dos ricos e agir para garantir um transporte público, gratuito e de qualidade à população, reduzindo o preço da passagem e municipalizando o transporte”, afirma o presidente municipal do PSTU, Toninho Ferreira.