2 de outubro de 2013

Vereadores de Jacareí retomam discussão sobre aumento de salários

02/10/2013 - Ignorando a vontade da população de Jacareí, os vereadores retomaram nessa semana as discussões para mais uma tentativa de aumentar seus próprios salários, hoje fixados em pouco mais de R$ 5,5 mil.

Esse é mais um capítulo da vergonhosa batalha que os vereadores da cidade travam para aumentar seus salários, iniciada em junho de 2011. Na ocasião, eles aprovaram um aumento de 81,9%, fazendo com que seus ordenados saltassem pra mais de R$ 10 mil.

Em 2011, a população realizou uma forte luta para barrar o aumento. Atos ocorreram em todas as sessões de Câmara durante semanas, abalando a imagem da instituição.

Em junho do ano passado, a Justiça de Jacareí suspendeu o aumento abusivo. Baseada em denúncia do Ministério Público, a decisão afirma que há indícios de ilegalidade na sessão que aprovou o reajuste.

Essa postura dos vereadores mostra que não se preocupam com a opinião da população. Tanto as manifestações realizadas em 2011 quanto as de junho deste ano deixam claro que o povo não concorda com aumentos abusivos e a farra com o dinheiro público”, afirmou o presidente interino do PSTU em São José dos Campos, Ernesto Gradella.

Enquanto muitos trabalhadores vivem com um salário mínimo de R$ 678, tendo de suportar precariedade da saúde e educação, os vereadores querem aumentar os gastos da Câmara em mais de R$ 700 mil por ano, pra receber um salário de mais de R$ 10 mil por mês. É muita cara de pau. Se eles insistirem com essa afronta, é preciso pressionar para barrar esse abuso!”, afirmou Gradella.

Por Douglas Dias