8 de outubro de 2013

Passeta de aposentados vai à sede de plano de saúde contra reajuste abusivo

8/10/2013 - Um grupo de cerca de 80 aposentados participou de uma passeata que percorreu as ruas do Centro de São José dos Campos e terminou em frente à sede do plano de saúde SulAmerica, na segunda-feira, dia 7. A manifestação foi contra os reajustes abusivos, muito acima da inflação, promovidos pela operadora no último período.

Representantes do plano receberam uma comissão de aposentados e prometeram avaliar a situação.

Em alguns casos, a SulAmerica chegou a aumentar em mais de 20% as mensalidades nos planos de saúde de usuários com mais de 60 anos. A mensalidade de um casal de 60 e 61 anos, por exemplo, passou de R$1.475 para R$ 1.899.

Para a advogada da Admap Fabiana da Costa Amaral, a conduta das empresas é ilegal e busca inviabilizar a continuidade dos idosos nos planos de saúde.

Na prática, o que temos acompanhado é que essas operadoras buscam forçar os usuários mais velhos a deixarem os planos com estes aumentos absurdos e totalmente fora da realidade financeira de pessoas que mal recebem do governo a reposição da inflação em seus benefícios”, avaliou Fabiana.

O departamento Jurídico da Admap encaminhou uma representação contra a atuação do SulAmerica ao Ministério Público, que abriu inquérito. Os detalhes da investigação serão repassados aos usuários.

Carta aberta
Durante o protesto, os aposentados distribuíram uma carta aberta à população denunciando a postura gananciosa dos planos de saúde e a omissão da ANS (Agência Nacional de Saúde), do governo federal.

A realização da passeata foi decidida durante assembleia que reuniu os usuários do plano SulAmerica. O encontro, que inicialmente seria realizado na sede da Admap, acabou sendo transferido para o Sindicato dos Metalúrgicos por conta do número de pessoas.

É um absurdo o que estão fazendo com os aposentados neste país. Esses reajustes são vergonhosos e totalmente incompatíveis com a nossa condição financeira. O caminho é protestar”, discursou o presidente da Admap, Lauro da Silva.

Fonte: Admap