5 de outubro de 2013

Cobertura do 1º Encontro Nacional do MML

5/10/2013 - Acompanhe os principais acontecimentos do 1° Encontro Nacional do Movimento Mulheres em Luta, que acontece em Sarzedo/MG, nos dias 5 e 6 de outubro. Abertura aconteceu ontem, sexta-feira, dia 4, com cerca de 500 mulheres, em Belo Horizonte.

9h - Neste dia 5, superando todas as expectativas, encontro conta com mais de duas mil mulheres inscritas de todo o país. É o maior encontro de mulheres dos últimos 20 anos

9h30 - Animação e expectativas com o encontro que se inicia são muito grandes. Enquanto esperam, palavras de ordem e músicas vão animando o plenário

10h - Participantes são divididas em dois plenários em razão do número de mulheres

10h15 - Delegações de todo o país são saudadas. Destaque para a presença das professoras do RJ em greve e mulheres da Ocupação Esperança, de Osasco

10h30 - Tem início debate sobre conjuntura nacional e internacional com mulheres representantes de várias entidades e movimentos em ambos os plenários

12h20 - Mesa sobre conjuntura é encerrada. O papel das mulheres à frente das lutas em curso no mundo e nas jornadas de junho que mudaram a situação política no Brasil; críticas ao governo da presidente Dilma que aplica uma política econômica a serviço dos banqueiros e empresários, com isenções e incentivos fiscais, desoneração e privatizações; e a denúncia da criminalização das lutas pelos governos, inclusive do PT, foram temas enfocados nas falas

12h30 - Tem início uma nova mesa para apresentação das propostas de organização do MML, contidas no caderno de teses, feitas por várias organizações

12h30 - Enquanto as mães permanecem em plenário, crianças de todas as idades já almoçaram e prosseguem com as atividades recreativas com a equipe de creche contratada especialmente para o evento



15h - Na parte da tarde, as mulheres estão divididas em grupos para debater temas específicos, como violência, creches, aborto e sexualidade, mulher negra, mulher trans, aposentadas, movimento popular, sindicatos, educação, prostituição, trabalho doméstico, entre outros. Participantes têm a oportunidade de debater temas e propor resoluções para o MML e a luta das mulheres! Debates vivos e contundentes nos grupos! Um encontro inesquecível!



16h - Mulheres de delegações do Paraguai, Bolívia, Argentina, Peru, Espanha, Índia, Inglaterra e Síria participam de grupo que debateu a questão internacional e a mulher. Rica troca de experiências e debates apaixonantes, principalmente sobre a revolução na Síria. Plenário cheio.



20h - Atividade de apresentação do PSTU reúne cerca de 1.500 mulheres na noite deste sábado. Mesa formada por Vera Lúcia, candidata a governadora em Sergipe nas eleiçoes de 2012, Amanda Gurgel, vereadora do PSTU em Natal, e Sara Al Suri, ativista síria. As falas emocionaram o plenário. "Eu conhecia o espírito revolucionário, mas aqui no Brasil, com a LIT e o PSTU é que fui conhecer um partido revolucionário", disse Sara.



Domingo, dia 6

10h - Tem início os plenários no último dia do encontro nacional do MML. Dia começa com mesa sobre o tema da violência contra as mulheres. Na mesa, Soma Marik, indiana que luta contra estupros em seu país, e Elisabeth Gomes da Silva, esposa do pedreiro Amarildo, que desapareceu em UPP do Rio.


13h - Tem início votação de resoluções. Primeira votação aprova campanha nacional contra a violência às mulheres



13h30 - Direção do MML é eleita pelas mulheres presentes ao 1° Encontro Nacional do Movimento Mulheres em Luta




14h - Com um sentimento geral de satisfação e vitória, o 1° Encontro Nacional do MML é encerrado. Participantes começam a se dirigir ao refeitório, antes de preparar as malas para voltar aos seus estados. A certeza é uma só: todas saem mais fortes para encaminhar as lutas que vêm pela frente.