13 de julho de 2015

Não deixe que calem o PSTU, PCB, PCO e PPL: participe da campanha contra a Reforma Política e a Cláusula de Barreira


13/7/2015 - A recente aprovação, pela Câmara Federal, da Reforma Política que, entre outras mudanças, criou uma cláusula de barreira para que os partidos tenham acesso a tempo de TV e ao fundo partidário, é um ataque ao já limitado espaço democrático conquistado após as lutas contra o regime ditatorial implantado pelo golpe de 1964.

Os principais atingidos são os partidos comprometidos com as causas populares, como o PSTU, o PCB e o PCO, que, hoje, não têm representação no Congresso, embora tenham presença importante em diversos movimentos e lutas sociais no país. O PPL também é afetado pela medida.

O PSTU deu início a uma campanha nacional para denunciar o caráter antidemocrático desta Reforma Política, que também oficializou o financiamento privado das campanhas eleitorais, e tentar barrar estes ataques.

No último dia 6, a pedido do PSTU e já como parte da campanha, a Comissão de Direitos Humanos do Senado, realizou uma audiência pública. A proposta foi alvo de diversas críticas dos partidos e entidades presentes, inclusive, do presidente da CDH, Paulo Paim (PT).

É preciso dizer NÃO a essa reforma antidemocrática que institucionaliza a corrupção, com o financiamento empresarial de campanha, e ataca os partidos ideológicos e de esquerda.

Assine o abaixo-assinado on-line contra mais este ataque à democracia! (clique aqui)

Contamos nesta luta com todos aqueles que defendem as liberdades democráticas. Não vão nos calar!